Crítica

A SENTINELA | Filme da Netflix aborda violência sexual (Crítica)

Novo longa da gigante de streaming é estrelado pela bela Olga Kurylenko

Vamos de falar do longa A Sentinela, produção que estreou no dia 05 de março de 2021. A Netflix nesse mês de março abordou bem o tema sobre violência ou agressão de natureza sexual, e quem vem acompanhando a plataforma tem notado claramente os temas e histórias.

A Sentinela / Netflix – Foto: Divulgação

A Sentinela não é o Rambo, mas fez “todos pagarem pelo que fez” (risos). O filme foi realizado por Julien Leclercq e esta produção francesa mostra o caso de Klara, interpretada por Olga Kurylenko, militar de 33 anos, que serve na Síria para o exército francês como intérprete para a Operação Chammal. Após a apreensão de um suspeito de terrorismo, ela testemunha o filho do jovem cometer um atentado suicida a mando de seu pai com explosivos escondidos em seu corpo.

Traumatizada pela explosão e com enxaqueca, ela é transferida para casa em Nice, para integrar as operações antiterroristas chamada Sentinelle. Durante a patrulha, seu trauma se manifesta em um comportamento impulsivo, às vezes desproporcionalmente violento, em relação aos suspeitos. Os analgésicos que lhe foram prescritos não são suficientes e ela começa a comprar mais ilegalmente.

A Sentinela / Netflix – Foto: Divulgação

Assim que a Klara volta para a França, vê a oportunidade de se reunir com sua mãe e sua irmã, tentando recuperar a vida que deixou para trás quando foi a guerra. Só que já comprovado, todos que voltam da guerra tem suas dificuldades, suas neuras e com ela não foi diferente. Nessa batalha de se socializar, sua irmã mais nova e moderna, Tania (interpretada por Marilyn Lima), aparece quase morta numa noite, onde Karla e Tania saíram para se divertir em uma discoteca. Klara decide procurar o responsável por tais atos e para isso usa todos os seus conhecimentos e treino militar.

Toda esta sede de vingança leva a jovem até Yvan Kadnikov (representado por Andrey Gorlenko), filho de um poderoso oligarca russo da Riviera Francesa, Yvan é naturalmente perigoso, mas nada será capaz de tirar de Klara a ideia de querer defender a irmã. Até pensei que a história seria baseada em fatos reais, só que não, mas retrata uma realidade que ainda acontece hoje em dia e que tem sido tão falada como a dos abusos sexuais e violações cujos números têm vindo a aumentar.

A Sentinela / Netflix – Foto: Divulgação

Minha dica de trilha sonora desse filme é a música Bullet and a Target, do Citizen Cope, vou ficando por aqui e não deixe de acompanhar todas as notícias sobre filmes, séries e games do Protocolo XP.

Trailer:

A Sentinela

8.5

Nota:

8.5/10

Prós

  • Ótimo Tema
  • Boa interpretação das atrizes e atores
  • Fotografia linda

Contras

  • A atriz principal fala pouco

Igor Ops

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: