CríticaMarcos

COBRA KAI | Sem misericórdia! (Crítica da 3°temporada)

Quando fazia parte do YouTube Premium no começo de 2020, iríamos descobrir o que aconteceu com o final da segunda temporada de Cobra Kai. Com o sucesso da produção, a Netflix comprou os direitos e colocou toda a série em sua plataforma e deixou aquele gosto de quero mais para a aguardada terceira temporada. Os fãs tiveram que aguardar até o 1º dia do ano de 2021 para ver uma nova temporada maravilhosa.

O terceiro ano começa duas semanas após a briga na escola entre os Cobra Kai e o Myagi-Do com Robbie que acabou fugindo e o Miguel ainda está em coma. Lawrence acaba arrumando confusões e fica preso novamente, enquanto Larusso continua buscando por qualquer paradeiro sobre Robbie que decide se juntar a Lawrence na busca pelo garoto. Enquanto isso, o coma de Miguel está rolando e Samantha resolve fazer serviços para juntar dinheiro para pagar pela cirurgia de Miguel.

Daniel começa a ter problemas na sua empresa e para resolver ele vai para o Japão logo após ele achar Robbie e o levar para o reformatório. No Japão ele reencontra a sua amiga de Karatê Kid 2 e eles relembram as histórias da vida de ambos após a passagem de Daniel e Myagi. No meio desse reencontro, Daniel reencontra o vilão do segundo filme totalmente diferente, um homem honrado e ensinando toda a filosofia do Myagi-Do e com técnicas que Daniel não conhecia, assim ele acaba aprendendo.

Jhonny consegue o dinheiro pra ajudar Miguel e ele tenta salvar Miguel e Robbie, mas ao Miguel operar Jhonny diz que ele é um guerreiro e vai ajudar ele a voltar a andar, nesse meio termo começamos a ver o passado de Jhon Kreese e como ele saí de um simples garçom e se torna o grande sensei do Cobra Kai. Vemos também como o Silver acabou devendo coisas pra Jhon. Kreese tá transformando seus alunos do Cobra Kai em um exercício de sociopatas e acaba indo na escola atrás de novos recrutas tão sociopatas quando ele. Cobra Kai acaba atacando não só os alunos do Myagi-Do mas também a empresa de Larusso e a nova academia de Lawrence, a Presas de Falcão.

Com o torneio sendo cancelado, os três sensei vão a um comitê tentando reaver de volta o torneio, mas Miguel e Samantha conseguem ter o torneio de karatê de volta e com isso Miguel acaba tendo um momento muito legal com Daniel, no qual ele conhece do outro lado da história. Ali acaba tento contato no Facebook com Lawrence e ela aparece na cidade e reencontra seus dois ex-namorados, no meio de um bate-papo super legal ela mostra pra Daniel e Jhonny que eles são bem mais parecidos e que eles não gostam de admitir no meio disso e os Cobra Kai acabam atacando a casa dos Larusso. Quando Lawrence vê isso ele luta contra o Kreese e descobre que Robbie é a nova arma do Cobra Kai, no meio da briga Daniel acaba entrando na mesma briga e a temporada acaba com os dois se aliando pra acabar com o Cobra Kai.

Particularmente, eu achei que a série só manteve o mesmo ritmo das outras duas temporadas, eles levaram a história pra um nível que não tem como não gostar e os momentos de flashback com o senhor Myagi dão uma vontade de chorar de tão bem feito e bonito que são. As lutas dos jovens são bem coreografadas, mas as dos adultos e rapazes são boas lutas também. Eu não vi nenhuma falha, toda a história é envolvente e o roteiro e a trilha sonora são formidáveis. Espero que na próxima temporada tenha a volta do Silver, e também poderia mostrar o retorno da personagem vivida pela atriz Hilary Swank, ela poderia mostrar outro estilo do Myagi-Do para o Daniel.


Trailer:

 

Cobra Kai (3ª Temporada)

10

Nota:

10.0/10

Prós

  • Enrredo
  • Atuações
  • Flashback
  • Lutas
  • História

Marcos Serafim

Um jovem amante de Tokusatsu há 30 anos, apaixonado por games, Dragon Ball e Zohan

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo