Crítica

JEAN-CLAUDE VAN JOHNSON | Van Damme tira sarro da sua carreira! (Crítica da série)

O que falar da carreira do astro de artes marciais Jean-Claude Van Damme? Bem, ele ficou famoso por filmes do gênero de ação e luta onde ele era protagonista e usava golpes que ficaram marcantes na sétima arte. Ultimamente Van Damme não está tão badalado e as produções em que ele participa são consideradas fracas e de segundo escalão, o que é uma tristeza para um astro oitentista super querido.

Para voltar aos holofotes, Van Damme acabou se arriscando em algo que pouquíssimos astros teriam coragem de fazer, zombar da sua própria carreira e também da sua pacata vida como astro.

Claro que o show mistura ficção, mas na série Jean-Claude Van Johnson, que conta com apenas 6 episódios de 30 minutos (você consegue maratonar numa boa em uma tarde sem fazer nada, melhor do que assistir os atuais filmes do Van Damme!), o astro se mostra bastante à vontade ao referenciar o seu passado e ainda nos conta como enredo uma história de espionagem bastante sagaz.

O ator também sai da sua zona de conforto e explora o lado cômico no show, não escrachado e sim leve com caretas que jamais imaginaríamos que Van Damme conseguisse fazer. Aliás, ele mantem sua cara sisuda e fechada na maior parte do show que apresenta milhões de referências não só em golpes clássicos do astro, como vimos em Bloodsport e Kickboxer, mas também uma pequena homenagem a cultura pop que não se esqueceu do astro.

Aqui relembramos de coisas importantes dos anos 80 como fitas cassete, a loja de alugueis de filme Blockbuster, o astro dando uma de Sensei Miyagi e até grata e engraçada cena de um Gollum Van Damme.

Jean-Claude Van Johnson mostra que qualquer astro pode se reinventar ao explorar bem outras áreas na sétima arte. Ele alfineta até outros atores que estão baixa em Hollywood como Nicolas Cage e Val Kilmer, entretanto, o único ponto negativo na série é exatamente não mostrar com clareza o passado do astro, neste quesito temos apenas pequenos relances já na parte final da produção que é comandada por Dave Callaham (produtor da franquia Mercenários) que pelo menos mantêm fielmente durante todos os episódios uma história bastante interessante e envolvente onde temos um plot-twist simples, mas que se encaixa bem na série.

Outros destaques positivos vão para a atriz Kat Foster (ela lembra bastante a belíssima Melissa Benoist que atua como a heroína Supergirl na TV) que dão toque de beleza ao ser aprendiz, ajudante e par romântico de JC que realmente está demais, uma pena que a série durou somente uma temporada, mas mesmo assim vale a pena assistir este grande show.


Emissora original: Amazon Prime Video

Transmissão original: 2017

N.º de temporadas: 1
N.º de episódios: 6

Confira o trailer:


Gostou da matéria? Então dá aquela força, comenta e compartilha com seus amigos, curta, siga e fique ligado no Protocolo XP nas redes sociais.

Protocolo XP no Facebook

Protocolo XP no Twitter

Protocolo XP no Instagram

JEAN-CLAUDE VAN JOHNSON - Minissérie

8

Nota para a série:

8.0/10

Prós

  • História
  • Van Damme
  • Piadas
  • Elenco

Contras

  • Número de Episódios
  • Episódios curtos
  • Série Cancelada com Apenas Uma Temporada

Igor Ops

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: