Connect with us
LOCKE & KEY | Poucos sustos e muito amor juvenil! (Crítica da 1ª Temporada) - Protocolo XP

Crítica

LOCKE & KEY | Poucos sustos e muito amor juvenil! (Crítica da 1ª Temporada)

Published

on

Estreou mais uma nova série da Netflix chamada Locke & Key, o material original foi criado por Joe Hill e Gabriel Rodriguez, veio com uma batalha de complexidade de adaptar essa HQ, por que desde 2014, já surgiram projetos de filmes e séries e nenhuma foi pra frente, até agora!

A produção tem a família Locke como central da história Tyler (Connor Jessup), Kinsey (Emilia Jones) e Bode (Jackson Robert Scott) que são os filhos de Nina (Darby Stanchfield). De início eles se mudam para a cidade de “Keyhouse” depois que o Rendell (o pai) é assassinado.

Com a máquina de séries Netflix produzindo o show, aqui temos um projeto interessante de acompanhar para nós meros espectadores (e olha que eu não esperava muito, pensei que seria algo como a Chave Mágica, mas me surpreendi com esta série!) e o material final apresentado pelo streaming é uma agradável surpresa.

Cena da série Locke & Key/Netflix

Tirando alguns dramas adolescentes que a maioria das séries hoje apresentam, coisa que eu particularmente não gosto, senti a narrativa bem fiel. Eles realmente só tentam colocar menos sangue e menos terror pelo pouco que sei desta Graphic Novel, mas o suspense te prende e é perfeito, sem defeitos e cheia de detalhes.

A produção de David Blass, que também já esteve em Preacher, constrói um universo que te prende na famosa Keyhouse, lugar que é descrito por ser cheio de segredos e claro cheio de chaves mágicas, cada uma com seus mistérios. O ícone dessas chaves é nosso pequeno Bode, que tem grande destaque com algumas coisas mágicas que rodeiam seu arco narrativo. A família Locke tem sua história contada através de insights que nós vemos em flashbacks e também por conta da Head Key, que é uma chave que as pessoas colocam na nuca e ela abre uma porta para sua mente (muito louco isso!).

O legal é saber como cada pessoa tem uma mente diferente e como  visualmente isso é expressado na tela, diria que gostei muito de ver isso na série. Além disso a forma que eles constroem o relacionamento entre a família é admirável, isso faz nós espectadores criarmos uma empatia pelos personagens e também dar um ar mais aprofundado sobre os acontecimentos misteriosos.

Atores comparados com os personagens da série Locke & Key/Netflix

A série se perde um pouco com as tramas juvenis, porém mais pro final essas tramas se unem pra concluir a história, e daí as coisas ficam bem interessantes, tentam ao mesmo tempo ser um drama familiar convincente, que mistura um suspense sobrenatural, mistério de assassinato e drama escolar durante toda a primeira temporada.

A Dodge (Laysla De Oliveira), é uma mulher misteriosa que atormenta a família Locke na esperança de pegar as chaves. Ela consegue ter um mistério no olhar e na aparência. Como vilã central, ela mata alguém de uma maneira que deveria ser chocante em qualquer outra situação, mas nesta série não é assim como a maioria das produções juvenis da Netflix.

Não vou contar mais desta série para que vocês possam curtir a fantasia das chaves que me chamou a atenção. Então confere lá na Netflix, pois ela já está renovada para uma segunda temporada, eles têm uma chance de arrumar os leves erros que essa temporada inicial teve.


Trailer:

Comente!

Locke & Key (1ª Temporada)

7.5

Nota para a 1ª temporada:

7.5/10

Prós

  • Boa história e enredo
  • Ótimos cenários
  • Bons atores

Contras

  • Momentos da história são estragados com amor juvenil
  • A criança é mais inteligente que os adolescentes
  • Faltou mais ação e terror
Comments

Críticas e Reviews

EM CARTAZ!

Agregalinks - O melhor agregador de links para blogs EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui! Agregador de conteúdo TrendsTops Uêba - Os Melhores Links

Em Destaque

%d blogueiros gostam disto: