Crítica

MISSÃO PIJAMAS | Uma divertida e comum comédia familiar (Crítica)

A Netflix vem investindo pesado em filmes originais que estão gerando um público fiel que acabe entrando na plataforma para assistir qualquer novidade que a gigante do streaming vem lançando em seu enorme catalogo. Como acontece em muitos outros filmes da Netflix, Missão Pijamas é mais uma tentativa de produção em massa que a popular plataforma vem fazendo e aqui temos mais um longa que possui alguns pontos altos, mas que geralmente mantém um ar simplista que serve somente para passar o tempo. Com elementos de várias comédias de sucesso e a mistura de muita bobagem pastelão, a película comandada por Trish Sie tem o seu hesito justamente quando os holofotes estão diretamente sobre as crianças.

Cena do filme Missão Pijamas / Netflix

No centro dessa história está Kevin, que interpreta o nerd arquetípico, completo com “pijamas fofos” e o melhor amigo Lewis, que tem sérios problemas de banheiro. Equilibrando o campo de jogo está sua irmã Clancy, que se vê envolvida em um romance subdesenvolvido com um garoto chamado Travis na escola. No entanto, isso atinge um obstáculo imediato quando sua mãe se recusa a deixar Clancy ter um telefone. Felizmente, ela tem a melhor amiga Mim ao seu lado para ajudar a se rebelar contra a família. Só que essa rebelião terá que esperar enquanto os pais Ron e Margot oferecem uma festa do pijama para as crianças. No entanto, isso se torna pior quando o passado de Margot a atinge na forma de sua antiga gangue exigindo que ela se junte a eles. Com as crianças felizmente inconscientes do que está acontecendo, Margot deixa uma pista para as crianças antes de ser levada.

Por fim, descobrindo que sua mãe está vivendo uma vida dupla, as crianças se juntam e vão correndo para salvar Margot antes que seja tarde demais. Narrativamente, a história muda as perspectivas entre os pais e as crianças, com igual ênfase na comédia e nas piadas entre eles. Há uma piada em torno do nome de Ron e muitas piadas nauseantes (literalmente) enquanto as crianças recebem um pouco da melhor parte do filme.

Cena do filme Missão Pijamas / Netflix

Com uma abordagem totalmente para crianças e famílias, o longa acaba perdendo um bom potencial para desenvolver algo mais interessante para os adultos focarem. Poderia ter ocorrido um pequeno mistério que pudesse se desenrolar à medida em que as crianças pulam de cena em cena, descobrindo mais sobre sua mãe com o passar do tempo. Ver a informações que já sabemos serem lentamente esvaziadas poderiam ter permitido um enredo muito mais envolvente ao se desenrolar. 

Esteticamente, o filme não tem muita coisa que se destaque, mas há alguns efeitos especiais interessantes para os diferentes gadgets e sequências de ação. Na maior parte, porém, esta é uma história relativamente simples que se apoia fortemente no elemento cômico da maioria das suas cenas. Felizmente, a química entre as crianças é o que salva o longa e o torna uma aventura mais agradável do que seria de outra forma. O mesmo não pode ser dito para os antagonistas ou personagens secundários, que são todos incrivelmente básicos e não fazem o suficiente para se destacar e se estabelecer.

Cena do filme Missão Pijamas / Netflix

No geral, Missão Pijamas é um filme familiar divertido e muito comum, com fórmulas que já conhecemos. Ele utiliza todas as piadas e ideias cansadas vistas em alguns longas que foram lançados há várias décadas, mas tenta encobri-las com uma nova pincelada e um roteiro regular.


Trailer: 

Missão Pijamas

6.5

Nota:

6.5/10

Prós

  • Elenco
  • Filme família
  • Boas cenas de comédia

Contras

  • Roteiro simples e regular
  • História comum
  • O filme tem medo de ousar

Igor Ops

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: