Crítica

NANATSU NO TAIZAI: PRISONERS OF THE SKY | O que achamos do filme Os Sete Pecados Capitais: Prisioneiros do Céu (Crítica)

Em “Prisioneiros do Céu”, são introduzidos a história de Nanatsu, os descendentes do clã das deusas, um povo chamado Celestiais, que são parecidos com humanos, mas possuem asas, como anjos.

Esses celestiais, estão confinados no Templo do Céu e são encarregados de vigiar a ovo ao qual estão selados os Seis Cavaleiros Negros, uma ordem de demônios cruéis que foram derrotados durante a guerra de 3 mil anos antes.

Não temos aqui a aparição de nenhum dos Mandamentos sobreviventes após as batalhas da 2ª temporada.

Pelo contrário, os Sete Pecados estão bem tranquilos, ajudando nos preparativos para uma grande festa no reino de Liones, até que Meliodas descobre sem querer a entrada para o Templo do Céu, enquanto procura um ingrediente raro para preparar uma de suas receitas.

Aí que de fato se inicia a trama do filme, pois conhecemos Solaad, um celestial sósia de Meliodas, que busca o grande Oshiro, um ser mítico para seu povo, como uma forma de derrotar os Seis Cavaleiros Negros assim que despertarem.

Passadas as apresentações, os Sete Pecados decidem partir ao Templo do Céu ao lado de Solaad, atrás de seu capitão Meliodas e dispostos a ajudarem Solaad em sua batalha.

Para minha surpresa, temos apenas um guerreiro considerado um pouco mais poderoso dentre os celestiais, o seu líder e pai de Solaad, Zoria.

Mas seu poder não aparenta se aproximar sequer de guerreiros sagrados como Gilthunder ou Slader, sendo seu grande trunfo a Espada Alada (Winged Sword), capaz de selar demônios.

Como podemos esperar, com o despertar dos Cavaleiros Negros, os celestiais não são capazes de enfrentá-los, deixando a batalha concentrada entre os demônios e os Sete Pecados.

Diferente do que ocorreu principalmente durante a 2ª temporada do anime, finalmente podemos ter uma dimensão dos poderes dos Pecados, que conseguem subjugar até de forma fácil todos os Cavaleiros.

Confesso que isso foi um pouco decepcionante, uma vez que a expectativa criada em torno desse novo grupo de elite de demônios era grande. Isso pode se explicar devido ao tempo do filme, onde a história tem que ser desenvolvida e finalizada de forma muito mais direta do que quando dividida em diversos episódios.

De qualquer forma, é muito bom termos a chance de ver o porque dos Sete Pecados ser um grupo de guerreiros lendários e que os Dez Mandamentos terão um trabalho bastante complicado caso queiram derrotá-los.

King, Ban, Diane, Merlin e Gowther subjugam facilmente cada um de seus adversários, enquanto Meliodas enfrenta o líder dos Cavaleiros Bellion em uma batalha um pouco mais equilibrada, apesar de que nosso capitão claramente utiliza somente uma fração de seu poder.

Escanor, talvez por ser tão overpower, claramente não tem um adversário a sua altura, exceto talvez, ao final do filme, quando a grande ameaça que foi selada juntos aos Cavaleiros, enfim desperta.

Em suma, temos aqui novos personagens apresentados que podem ser utilizados durante a terceira temporada de Nanatsu no Taizai, que são os Celestiais, embora eles aparentemente não apresentem grande ameaça direta aos Dez Mandamentos, mas que podem contribuir enfrentando sua horda de demônios menores. Já os Cavaleiros Negros foram apenas os vilões para o filme, e provavelmente não devemos vê-los mais, talvez alguma pequena citação durante a próxima temporada.

O que tiramos de melhor de Prisioneiros do Céu, foi poder ver os Sete Pecados Capitais em toda sua glória, enfrentando de frente um clã de elite dos demônios e mostrando que podem sim, enfrentar os Dez Mandamentos, que mostraram ser um grupo bem mais poderoso que o dos Cavaleiros Negros.

Nota: 4 / 5.

E para quem ainda não assistiu ao filme e quiser uma provinha, confira o trailer de Nanatsu no Taizai: Prisoners of the Sky:

https://youtu.be/XHnxiPIB5A0

 

Gostou da matéria? Então dá aquela força, comenta e compartilha com seus amigos, curta, siga e fique ligado no Protocolo XP nas redes sociais.

William Peloso

Pai do Pedro, Flamenguista, administrador e redator do Protocolo XP, auxiliar fiscal, muito prazer, William! Foco dividido em diversas áreas de cultura nerd/pop/geek, navegando entre games, livros, filmes, séries, animes e quadrinhos e claro, grande fã de Harry Potter, da Marvel, DC, Xbox, Playstation, Nintendo e PC!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: