Crítica

STAR TREK: PICARD | Entra em cena o Picard cafetão – Episódio 05: Stardust City Rag

E o quinto episódio de Star Trek: Picard, Stardust City Rag, chega aos serviços de streaming. Desta vez com menos encheção de linguiça, mostrando a tripulação da La Sirena finalmente indo encontrar Bruce Maddox, mas ainda sim bem abaixo dos dois primeiros episódios em questão de qualidade. Então vamos direto ao ponto e vamos falar sobre o episódio, lembrando sempre que o texto a seguir pode conter spoilers, então se ainda não assistiu ao episódio vá assistir e depois retorne aqui, para evitar surpresas desagradáveis.

Como já se tornou tradição, o episódio começa com um flashback, desta vez 13 anos no passado. Nele vemos um oficial da Frota sendo dissecado vivo, e tendo seu olho arrancado por um estranho instrumento cirúrgico. E durante essa cena que mais parece ter sido retirada de um filme B de terror ao invés de um episódio de Jornada nas Estrelas, percebemos que na realidade o lugar é usado por bandidos para extrair implantes Borgs dos pobres coitados que acabam ali. Enquanto os bandidos comentam como o olho que eles acabaram de retirar era valioso, alguém entra no lugar e começa a atirar, matando todos.

(Star Trek Picard – CBS/Amazon)

Somente ai descobrimos que o desafortunado oficial da Frota era na realidade Icheb (Casey King), uma criança Borg e arma biológica, resgatado pela tripulação da USS Voyager, que possuía uma relação quase de mãe e filho com 7 de 9, que é justamente quem foi ao seu resgate matando os bandidos. Nisso vemos uma cena de 7 de 9 encontrando Icheb tão ferido que não resta mais nada a fazer, somente lhe dar um tiro de misericórdia para acabar com seu sofrimento, e isso parece assombrar 7 de 9 até hoje, já que quando desmaiou no episódio passado, foram esses acontecimentos que lhe vieram à mente. Vale lembrar que diferente de outros personagens que traziam seus interpretes originais, infelizmente não é Manu Intiraymi que interpreta Icheb em Picard.

De volta ao presente, a tripulação da La Sirena finalmente chega em Freecloud, última localização conhecida de Bruce Maddox. E lá descobrem que Maddox está em poder de uma poderosa criminosa chamada Bjayzl (Necar Zadegan), que está prestes a entregá-lo aos romulanos que mataram Dahj. Sendo assim o grupo começa a criar um plano no melhor estilo 11 Homens e Um Segredo, para resgatar Maddox usando 7 de 9 como isca. E o plano conta até com o Capitão Rios e Picard se vestindo de cafetões para se enturmar no lugar. Enquanto isso vemos a Dra. Jurati em seu alojamento, assistindo um vídeo que indica que ela e Maddox já tiveram um relacionamento amoroso no passado.

(Star Trek Picard – CBS/Amazon)

O plano é posto em prática, mas acaba não saindo como todos esperavam. Descobrimos que 7 de 9 só aceitou ser a isca, porque ela desejava chegar perto o bastante de Bjayzl para poder matá-la. E ficamos sabendo que 7 de 9 e Bjayzl tiveram um relacionamento íntimo no passado, quando no melhor estilo novela mexicana, é revelado que a criminosa é na realidade a responsável pelo que aconteceu a Icheb, além de ter traído a confiança de 7 de 9 para saber mais sobre os implantes do rapaz. Em uma cena tensa Picard convence 7 de 9 a poupar a vida da vilã e não matá-la, enquanto Bjayzl propõe permitir que levem Maddox em troca de sua vida, e é isso que acontece.

De volta à nave, Maddox é levado as pressas para a enfermaria enquanto 7 de 9 diz à Picard que uma nave já está esperando ela e se despede perguntando ao Almirante reformado se após ser resgatado da coletividade Borg, ele havia recuperado toda a sua humanidade, ao que Picard responde, que não. Então 7 de 9 se transporta e descobrimos que na realidade ela voltou até Bjayzl para terminar o serviço, em uma missão suicida. E que não quis dizer para Picard onde realmente estava indo para que ele não perdesse a esperança de que as pessoas ainda podem ser boas. Após matar a criminosa, 7 de 9 termina sua participação no episódio trocando tiros com os seguranças do lugar.

(Star Trek Picard – CBS/Amazon)

De volta na nave, já na enfermaria, Picard conversa com Bruce Maddox (John Ales), que revela que Soji está no cubo Borg romulano. E pela segunda vez no episódio temos um personagem clássico que não retorna com seu ator original, no caso de Maddox o ator seria Brian Brophy. Enquanto a tripulação vai para a ponte traçar um curso para o cubo Borg, Dra. Jurati fica sozinha com Maddox na enfermaria e finalmente concretiza a reviravolta que já estava telegrafada desde o terceiro episódio, matando Maddox e mostrando que ela está na realidade trabalhando com os vilões todo esse tempo, oh que surpresa, só que não.

Em fim, agora com o paradeiro de Soji revelado a série entra na reta final, a menos é claro que Picard decida visitar velhos amigos, apenas para termos mais alguns episódios de encheção de linguiça. Apesar de trazer alguns elementos interessantes, o quinto episódio é até agora o ponto mais baixo de um seriado que começou bem. Trazendo violência e gore desnecessários, sentimentalismo digno da novela mexicana mais canastrona, troca desnecessária de atores para personagens clássicos e a consolidação do mundo da série como uma distopia genérica, infelizmente tem cada vez menos Star Trek em Picard.

Star Trek: Picard - Episódio 05: Stardust City Rag

5

Nota para o episódio:

5.0/10

Prós

  • Episódio sem o núcleo romulano do cubo Borg
  • Figurino divertido
  • Cenas de ação interessantes

Contras

  • Lacunas na história ainda não respondidas
  • Romulanos mal retratados
  • Reviravolta final já esperada desde o episódio 3
  • Violência e gore desnecessários
  • Utilização de outros atores para trazer de volta velhos personagens

Nelson Reverso

Nerd raiz, da época que o termo era xingamento. Amante do cinema especialmente o trash, games e cultura POP. Trekkie, maluco por ficção cientifica. E totalmente politicamente incorreto.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: