CríticaIgor

VIOLET EVERGARDEN | Uma obra-prima visual e sentimental! (Crítica)

O Japão se reconstruiu de forma brilhante após ser bombardeado e massacrado por duas bombas atômicas em um período de guerra bastante macabro na história mundial. Dessa desgraça eles tiraram múltiplos sentimentos de perseverança, respeito e amor ao próximo ao destacar heróis comuns da sua sociedade. Diante disso e usando elementos de caos de uma Alemanha que sofreu uma guerra civil interna, o anime Violet Evergarden se baseia em períodos e elementos orientais e ocidentais, fazendo com que a qualidade de sua seja exuberante.

Com 13 episódios de 24 minutos, a minissérie animada produzida pela Kyoto Animation e distribuída internacionalmente pela gigante de streaming Netflix encantou todos os espectadores com uma história de autoconhecimento de uma menina jovem e doce que foi usada de forma inescrupulosa como uma máquina de guerra.

Violet Evergarden / Kyoto Animation & Netflix

Oprimida desde cedo, Violet é jogada na sociedade pós-guerra do anime e decide fazer o contrário do que sempre a obrigaram a fazer, ser generosa e ajudar os outros sendo uma autômata de auto memória, claro que ao mesmo tempo ela irá querer descobrir os sentimentos da vida e vai querer compreender com o que encantador Major Gilbert realmente quis dizer para ela com as palavras, “viva a sua vida” e a mais importante, “eu te amo”.

Em busca de entendimento e ajuda mútua, Violet consegue paralelamente ir descobrindo e florescendo de várias pessoas estranhas os porquês sentimentais que estão presos no seu frágil corpo. Com um visual exuberante e uma aquarela cintilante, cada episódio vai desenvolvendo bem lentamente as engrenagens que Violet precisa compreender.

Com o ápice emocional a partir do 10º episódio, os episódios posteriores acabam tendo um pouco de ação, o que não prejudica a qualidade da série e até nos ajuda a compreender os últimos momentos da história que acabou deixando uma ponta para novas aventuras. Com o sucesso iminente, um novo arco já foi confirmado para o anime.

Com um show visual e uma sacada genial do roteiro do anime que é baseado na light novel criada por Kana Akatsuki e conta com as artes de Akiko Takase (que colabora também com o visual belíssimo dos personagens na série), Violet Evergarden prova que boas histórias podem ser sim bem aceitas, se você procura por um anime com muita ação e violência, este aqui tem apenas 5% do que você espera.

Que visual! Violet Evergarden / Kyoto Animation & Netflix

Violet Evergarden é uma obra rica em detalhes e que precisa ser digerida exatamente da forma como ela foi contada, bem uniforme, com lentidão para que os eixos sentimentais fiquem de forma concreta tanto para a protagonista e também para o espectador, mesmo que com episódios curtos, realmente está é mais uma obra-prima da cultura oriental.


Sinopse

A guerra acabou, e Violet Evergarden precisa de um emprego. Com cicatrizes e insensível, ela aceita trabalhar como escritora de cartas para entender a si mesma e seu passado.

Trailer:

Violet Evergarden

10

Nota para o anime:

10.0/10

Prós

  • História
  • Personagem principal
  • Visual belíssimo
  • Enredo
  • Plot-twist

Igor Ops

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo