Connect with us
LISTA XP | Do lado de lá! Os melhores filmes asiáticos pra você que adorou “Parasita”! - Protocolo XP

Listas

LISTA XP | Do lado de lá! Os melhores filmes asiáticos pra você que adorou “Parasita”!

Published

on

Parasita fez história na maior premiação do cinema, o filme sul-coreano conseguiu a aclamação de Hollywood ao levar o principal prêmio da cerimônia (Melhor Filme do Ano) e ainda se sagrar o campeão com o maior número de estatuetas também. 

Por conta da popularidade de um filme asiático ter vencido o Oscar, muitos acabam querendo conhecer mais sobre o mercado de filmes asiáticos que é bastante rico em grandes obras que fizeram sucesso aqui no Ocidente. Por conta disso, o Protocolo XP separou uma lista especial com os melhores do lado de lá (oriente) para quem curtiu Parasita e quer saber mais sobre o cinema asiático. A lista é bem variada, tem filme japonês, sul-coreano, chinês e até animações, confira:

OBS: A posição e a escolha dos filmes foi feita inteiramente pelo gosto pessoal do autor desta matéria. Dúvidas, perguntas, discordâncias e sugestões, escrevam nos comentários!

10) O Tigre e o Dragão (2000)

Muito já foi dito e escrito sobre esse filme, mas não podemos lembrar que para época em que foi lançado acabou sendo um marco visual e narrativo. O longa que trouxe Ang Lee para ser um dos queridinhos de Hollywood e que também deu fama para outros atores chineses, além de Jack Chan que continua sendo o simbolo máximo do país asiático para o cinema ocidente.

A história do longa na verdade é baseada numa novela wuxia, que tem o mesmo nome. O Tigre e o Dragão segue um guerreiro do século XIX da Dinastia Qing que dá sua espada, Destino Verde, para sua amada se proteger. Contudo, a espada é roubada, e a busca por ela começa. Se você ainda não viu O Tigre e o Dragão, então assista a esse filme chinês imediatamente! É uma fantástica mistura de drama e artes marciais, e foi bastante premiado internacionalmente.

9) Memórias de um Assassino (2003)

O diretor do momento, obviamente não iriamos deixar de fora pelo menos algum filme da grande da filmografia de Bong Joon Ho. Memórias de um Assassino  é sua segunda produção, o longa é bastante lembrado por dar um grande salto na carreira dor diretor, mostrando técnicas e artimanhas cinematográficas que acabariam ganhando maturidade no presente.

Esse suspense policial foi ambientado durante o período de ditadura militar na Coreia do Sul e inspirado em uma história real que apresenta a polícia local lidando com seu  primeiro caso de assassinatos em série. Tudo começa quando uma jovem é brutalmente assassinada, mas logo em seguida outro corpo é encontrado sob as mesmas circunstâncias.

8) Era uma Vez em Tóquio (1953)

Obra-prima do cinema japonês, Era Uma Vez em Tóquio trata sobre o tempo e a brevidade das relações de um casal de idosos chamado Shukishi e Tomi Hirayama, que moram em uma pequena vila beirando o mar interior. Ambos decidem visitar seus filhos, já adultos, que moram na cidade de Tóquio. Quando chegam lá, eles notam que os filhos estão muito ocupados com suas rotinas diárias para prestar atenção nos pais, tratando a companhia como obrigação.

Feito pelo grande Yasujiro Ozu, o diretor inspirou-se no filme americano A Cruz dos Anos (1937) para criar seu estudo de conflitos geracionais em um Japão pós-guerra. Na última enquete da revista britânica Sight & Sound com os 250 melhores filmes de todos os tempos, compilados das listas de 850 críticos de 73 países, Era uma Vez em Tóquio aparece em terceiro lugar, atrás apenas de Um Corpo que Cai (1958) e Cidadão Kane (1941).

7) O Conto da Princesa Kaguya (2013)

Último filme dirigido por Isao TakahataO Conto da Princesa Kaguya é uma tantas preciosidades do Studio Ghibli. Adaptação de folclórico conto japonês, o longa conta a história de Kaguya, uma garota que é encontrada dentro de um bambu e acaba adotada por um camponês e sua esposa.

Tentando dar uma vida melhor para a jovem, eles se mudam para a cidade grande e fazem de tudo para transformá-la em uma verdadeira princesa. O que não percebem, é que acabam afastando-a do local de sua origem. Um épico belíssimo que foi indicado ao Oscar de Melhor Animação em 2015.

6) Oldboy (2003)

Quase um clássico do cinema asiático, Oldboy ficou muito famoso e tem até uma versão americana. O longa do maluco Park Chan-Wook, que faz parte da “trilogia da vingança” com os filmes “Lady Vingança” (2005) e “Mr. Vingança” (2002).. Oh -Dae Su é preso em um quarto por anos, com apenas uma televisão, ele luta para sobreviver sem enlouquecer. Após sair de lá ele tenta entender o que aconteceu e planeja se vingar.

O filme fala sobre amor, vingança, é cheio de reviravoltas e a história não é contada de forma linear, é daqueles filmes que quando você realmente percebe o que está acontecendo sente até uma pontada no estômago. O filme tem cenas muito violentas, mas não é uma violência gratuita , tudo faz parte da trama que vai sendo construída aos poucos.

5) Rashomon (1950)

Quando se fala em Akira Kurosawa, é até difícil escolher qual filme de sua filmografia não é uma obra-prima. Mas podemos concordar que Rashomon é um dos primeiros filmes dessa lenda do cinema asiático a ganharem o mundo de uma forma tão brilhante. o longa é considerado uma das produções mais bem realizadas e mais inventivos da história do cinema, ganhando inclusive vários prêmios na e´poca, como Oscar, Bafta e o Leão de Ouro do Festival de Veneza.

O filme se passa no Japão, século XI. Durante uma forte tempestade, um lenhador, um sacerdote e um camponês procuram refúgio nas ruínas de pedra do Portão de Rashomon. O sacerdote diz os detalhes de um julgamento que testemunhou, envolvendo o estupro de Masako e o assassinato do marido dela, Takehiro, um samurai. Em flashback é mostrado o julgamento do bandido Tajomaru, onde acontecem quatro testemunhos, inclusive de Takehiro através de um médium. Cada um é uma “verdade”, que entra em conflito com os outros.

4) A Viagem de Chihiro (2001)

O único anime que venceu a categoria do Oscar de Melhor Longa de Animação, A Viagem de Chiriro é o melhor filme de Hayao Miyazaki e a mais fantasiosa produção do Studio Ghibli. Trata-se de uma obra encantadora, original, complexa e inteligente, e talvez seja o trabalho mais universal da companhia.

A trama é relativamente simples, mostrando Chihiro, uma pequena garotinha de 10 anos, e seus pais estão de mudança. No caminho para a nova casa, o pai da menina decide pegar uma atalho e eles acabam encontrando um parque abandonado. O parque na verdade é um local encantado, habitado por diversas criaturas. Lá, Chihiro conhece Haku, um menino com habilidades mágicas. Buscando salvar seus pais e mantendo a esperança de voltar para casa, Chihiro deve confiar nos sábios conselhos de Haku.

3) A Criada (2016)

O filme é baseado na obra Fingersmith, de Sarah Waters, e se passa durante a ocupação da Coréia pelo Japão. Narra a história de dois golpistas que planejam ficar com a herança de Lady Hideko após interná-la em um sanatório, porém nem tudo é como parece, o filme é cheio de reviravoltas e mistérios. Impossível falar muito, sem revelar detalhes importantes da história.

Assim como todos os filmes de Park Chan-Wook o filme foi feito para causar impacto. Impacto este que nos faz admirar cada vez mais os filmes do diretor.

2) Túmulo dos Vagalumes (1988)

Primeiro longa de Isao Takahata para o Studio Ghibli, o longa animado marca seus espectadores como nenhum outro. Toda pessoa é uma antes e depois de assistir ao longa. Pode parecer exagero, mas Túmulo dos Vagalumes é uma verdadeira experiência. E uma difícil experiência.

Não é nada fácil acompanhar a saga trágica história sobre dois irmãos – Setsuko e Seita – que vivem no Japão durante a época da guerra que, após tornarem-se órfãos por causa do conflito (sua mãe morreu e seu pai está desaparecido), vão parar na casa de parentes. As coisas pioram quando acabam tendo que ir viver em um abrigo no meio do mato. Quando Setsuko, a irmãzinha caçula, adoece gravemente, seu irmão deve se virar para conseguir ajuda para a menina, mas os tempos são difíceis e mesmo um pouco de comida pode ser difícil encontrar.

1) Os Sete Samurais (1954)

Falar de cinema asiático e não citar mais do que um filme da lenda Akira Kurosawa chega ser impossível. Como dito antes, é até difícil escolher qual filme de sua filmografia não é uma obra-prima. Os Sete Samurais” é um clássico colossal, a produção não apenas é uma nova forma de filme de ação, mas também criou um subgênero no cinema: os filmes que falam sobre um grupo de heróis inesperados numa missão impossível.

Referência para a produção de diversos outros filmes lançados posteriormente, o drama acontece durante a era Sengoku, no século XVl, os samurais estavam com seus dias contatos por causa do desprezo de seus senhores. Quando Kambei, um guerreiro veterano, porém sem dinheiro, chega em uma aldeia que foi saqueada por ladrões e assassinos, os moradores do local pedem sua ajuda para lidar com o problema. Kambei então recruta 6 ronins, que são guerreiros samurais sem mestres, e os homens aceitam ensinar os moradores do vilarejo a se defenderem em troca de comida. Uma grande batalha se encaminha quando dezenas de bandidos invadem a aldeia.

Comente!
Comments

Críticas e Reviews

Agregalinks - O melhor agregador de links para blogs EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui! Agregador de conteúdo TrendsTops Uêba - Os Melhores Links

Em Destaque

%d blogueiros gostam disto: