Protocolo Gamer

PROTOCOLO GAMER | Como aproveitar seu Brasfoot! Dicas de um Brasfooteiro veterano

Brasfoot é um dos mais antigos games do tipo manager de futebol no mercado, que foi lançado no ano de 2003 e claramente inspirado no game português Elifoot. O criador do Brasfoot se chama Emmanuel Santos e ele segue sendo lançado anualmente novas versões até os dias de hoje, sendo que desde a edição de 2018, o jogo deixou de ser exclusivo dos PCs e chegou para dispositivos Android, com o famigerado Brasfoot Mobile.

O objetivo desse artigo não é trazer a história do Brasfoot detalhadamente, nem mesmo fazer sugestões ou críticas ao jogo, mas trazer algumas idéias de jogo aos novatos e também aos experientes nesse incrível manager que sobrevive a incríveis 17 anos, mesmo tendo uma mecânica razoavelmente simples, e contando com sua base de fãs para produção de conteúdo, sendo os principais, patches e skins.

Trarei nesse artigo algumas sugestões e formas de jogar Brasfoot e tornar o jogo ainda mais divertido e desafiante! Futuramente, também montarei um artigo especial falando sobre as origens de alguns dos jogos managers de futebol mais populares e que possuem fãs até hoje, como o próprio Brasfoot, Elifoot e CM.

Conhecendo Brasfoot…

Em Brasfoot, o jogador deverá administrar uma ou mais equipes de futebol de forma a manter estabilidade financeira e esportiva. Isso envolve, não apenas ganhar títulos todos os anos e acumular milhões em suas conta bancária, mas também se manter estável sem trazer grandes riscos de rebaixamento ao clube. O poderá ficar por anos em cada time tentando elevá-lo ao topo do mundo, para isto, basta não afundá-lo em dívidas ou fazer campanhas desastrosas.

Por se tratar de um jogo simples, Brasfoot pode se tornar enjoativo com o passar das temporadas jogadas, se o jogador não estabelecer para si metas próprias do que fazer.

Vamos lá, cada jogador tem em sua mente, a definição de sucesso na carreira. Tem aqueles que gostam de pegar uma equipe soberana e popular em seus países, como por exemplo, Barcelona ou Real Madrid, e ficar conquistando ano após ano, todos os títulos disputados. Tem aqueles jogadores que só querem levar o time de sua cidade natal a grandes conquistas, e outros que querem dominar diversas ligas e países e construir uma carreira sólida no futebol mundial. Isso para citar somente 3 estilos de jogo, no Brasfoot, dá para ter muito mais.

Mas apesar de ser um jogo simples em sua essência, Brasfoot traz sim desafios. Os veteranos da franquia já trilharam o caminho das pedras e tem uma base do que fazer no jogo, mas os novatos, ou aqueles que ficaram longe dos gramados brasfooteiros por algum tempo, podem sentir alguma dificuldade no início, mas por se tratar de um jogo muito intuitivo, essa dificuldade logo passará.

Como não falir o seu time…

Além de renda por patrocínio e bilheterias e premiações por títulos, existem métodos “alternativos” para se conseguir dinheiro no Brasfoot, claro, sem a utilização de trapaceadores.

Tão importante (talvez até mais importante) do que ganhar títulos no Brasfoot, manter a saúde financeira de sua equipe é de suma importância para garantir sua sequência de trabalho. Entre as formas de manter o dinheiro entrando, está a marcação de amistosos em todo início de temporada, mas com um detalhe, marque sempre amistosos em casa, contra times que não cobram taxa para tal, que são os que possuem menor reputação. Marcar contra grandes equipes, não significa que você lucrará mais, uma vez que a bilheteria não será muito superior, e descontando a taxa cobrada do adversário e se o seu estádio for muito pequeno, esse jogo poderá até mesmo trazer prejuízo financeiro.

Já que estamos falando de estádio, é muito importante que você expanda as dimensões de sua casa! Mas isso com muita análise também. Só é interessante aumentar o estádio quando você notar que está sempre atingindo capacidade máxima de lotação nos jogos, e esse aumento deve ser feito de forma gradativa. Ter um estádio com capacidade para 100 mil pessoas na 3ª divisão brasileira provavelmente será um desperdício de recursos, pois dificilmente você conseguirá enche-lo.

Outra ferramenta para conseguir dinheiro, é contratar jogadores velhos. Isso é um macete que se aproxima bastante de um bug do jogo. Contrate os jogadores mais velhos que você encontrar em sua busca, e imediatamente o aposente, fazendo com que ele vá para os juniores de seu time. Com isso, você irá gastar bem menos dinheiro que se fizesse um recrutamento, contratando jogadores por preços irrisórios, que ao serem aposentados, também passariam a valer mais. No Brasfoot de PC, não existe a opção de peneira, mas você ainda conseguirá valorizar jogadores velhos transformando em jovens de suas categorias de base.

E claro, levando jogadores de seus juniores para o plantel principal toda temporada, pois na virada das temporadas, eles se valorizarão bastante, tornando sua venda bastante atrativa.

 

Definindo objetivos no Brasfoot…

Agora falarei um pouco sobre como definir objetivos jogando Brasfoot de forma ao jogo se manter interessante e divertido por mais tempo.

A forma que considero mais divertida de se jogar será a que irei trazer nesse artigo. Se trata de se começar a carreira em um pequeno clube na divisão mais baixa de um país e levá-lo a glória. Gosto de fazer isso em ligas que possuam 4 divisões.

Pegue aquele time mais fraco e evolua ele, mas impondo dificuldades a você que o jogo em si não traz nativamente. A primeira coisa que digo, NUNCA, MAS NUNCA MESMO, utilize de truques “ilegais” para conseguir sucesso! Não utilize trapaceadores que irão te garantir dinheiro ilimitado e jogadores com força máxima. Jogue na raça, aprenda a utilizar as táticas do jogo (outra coisa, não fique pedindo a outros jogadores táticas “infalíveis”, pois isso não existe). Aprenda a reconhecer as características de seu elenco e também de seu adversário para definir o estilo de jogo mais adequado para cada situação

Contrate jogadores com características que complementem o que já tem disponível em seu elenco. Ah, e claro, também importante para aumentar o desafio no jogo, busque fazer contratações realistas. Se você está treinando o modesto Moto Club, não espero que ele contrate uma grande estrela do futebol mundial, ou mesmo, algum jogador de países aleatórios, como europeus. Dê preferência para pegar jogadores que seriam possíveis de ser contratados no mundo real pelo time que você treina no Brasfoot.

Crie uma janela de transferências, e só negocie jogadores dentro dessa janela. Imponha a si mesmo o limite de estrangeiros que cada país utiliza por regra geral. Ao treinar um time pequeno, a melhor forma de se conseguir sucesso no curto prazo, é trazendo jogadores por empréstimo, com o limite de 3 jogadores simultaneamente por empréstimo em seu time. Não traga 3 atacantes, pois isso não irá equilibrar o seu time. Traga peças para agregar, como disse acima.

Com o passar das temporadas, o sucesso chegando ou não, avalie o que será mais interessante para sua carreira. Eu gosto de ficar em um time até ele ganhar ao menos 1 título de primeira grandeza, seja uma Liga Nacional, Taça Nacional ou a mais desejada, Taça Continental. Mas não fique preso a um time se ele não estiver trazendo os resultados que você espera. Após levar seu time ao sucesso, caso não seja demitido no caminho, busque novos ares. Não inicie um novo save, tente encontrar um novo clube para chamar de seu. 

Outra dica para tornar o jogo interessante. Estabeleça uma idade máxima para aposentar seu técnico. Não existe a menor possibilidade de uma pessoa ter uma carreira de 100 ou 200 anos no futebol. Aposente seu técnico, conseguindo ou não torná-lo uma lenda, e crie um jovem treinador para iniciar do zero uma nova trajetória, e embarque novamente nas primeiras dicas que passei no começo desse artigo!

Nessa brincadeira, uma nova meta se estabelece, se tornar um treinador mais vencedor que o anterior e em menos tempo. O que acha?


Gostou da matéria? Então dá aquela força, comenta e compartilha com seus amigos, curta, siga e fique ligado no Protocolo XP nas redes sociais.

William Peloso

Pai do Pedro, Flamenguista, administrador e redator do Protocolo XP, auxiliar fiscal, muito prazer, William! Foco dividido em diversas áreas de cultura nerd/pop/geek, navegando entre games, livros, filmes, séries, animes e quadrinhos e claro, grande fã de Harry Potter, da Marvel, DC, Xbox, Playstation, Nintendo e PC!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: