Review

BLIZZARD ARCADE COLLECTION | A origem da Blizzard (Review)

Blizzard lança clássicos em 3 versões diferentes, confira o que achamos!

Recentemente, a Blizzard lançou uma coletânea com seus 3 primeiros jogos, que são: Rock’n Roll Racing, The Lost Vikings e Blackthorne em comemoração dos seus 39 anos de existência e digo que podemos reviver belos clássicos. O que eu achei bem legal dessa coletânea são as versões dos jogos e a parte de bastidores, pois ali vemos como foram feitas as ideias nos rascunhos com entrevistas e rascunhos das artes no processo de criação dos jogos. Fora ainda que temos as trilhas sonoras dos games The Lost Vikings e Blackthorne, menos de Rock n Roll Racing, que é um jogo a parte.

Nesta coletânea, temos de cada um dos três jogos três versões, que são a versão de Super Nintendo, a de Mega Drive e a versão definitiva e remasterizada. A do game Blackthorne vem a versão do Super Nintendo e a de Sega 32 bits (que parece feita em CGI pois ela não é desenhada e sim pouco renderizada).

Rock’n Roll Racing na versão de Mega Drive vem com a palheta de cores um pouco mais sombria e as músicas são sintetizadas e temos duas músicas a mais que a do Super Nintendo. No quesito hardware sonoro, a versão do Mega Drive não era tão bom quanto a do Super Nintendo, porém, a versão definitiva as músicas cantadas são maravilhosas e podemos controlar a distância da câmera apertando no touchpad do controle do PS4, console no qual eu testei essa bela coletânea. Outra coisa que me incomodou no jogo foi que ele tem um idioma automático já traduzido, jogar em português é bem legal, mas a tradução eu achei meio preguiçosa do jeito que foi feito, pois não foi reinscrito e sim só colocado uma caixa de texto por cima com fundo branco com o o texto traduzido.

Outro ponto fraco é que são 9 jogos, já que são 3 versões de cada um dos jogos e caso você queira sair de uma versão pra abrir a outra, somos obrigados a fechar o aplicativo no PS4, pois não tem uma opção para sair do jogo e entrar em outro ou na outra versão. Mas fora isso, vamos lembrar a minha vivência com esses clássicos, em 19996 eu ganhei meu primeiro computador e ele veio com muitos jogos, no meio dessa lista me veio de presente The Lost Vikings. Eu me lembro de ter horas e horas sentado na frente do computador me divertindo com o game, nunca me preocupei em fechar o jogo e sim em se divertir, pois ele tinha duas artimanhas para finalizar o jogo e eu nem me preocupava com isso.

Rock’n’Roll Racing eu conheci jogando em uma locadora com uma galera e todo mundo se apaixonou pelo jogo logo de cara, foi algo que poucos jogos fizeram lá e me lembro o quanto eu jogava na locadora e na casa de um amigo meu. Fora ainda que eu tinha um apego muito grande pelo jogo até eu descobrir que ele tinha uma versão de Mega Drive, aí balançou o amor e a versão do Super Nintendo só não tem a letra, mas a música era real, já na versão de Mega Drive a música é sintetizada, aí meu amigo não dá.

Blackthorne eu conheci na casa da minha avó e quando aluguei ele foi um jogo que não mexeu tanto comigo na época, mas hoje em dia é um jogo que eu daria uma moral, pois ele tem uma dificuldade muito grande. Quem tiver PlayStation 4 e 5, Xbox One e Nintendo Switch vão atrás desse jogo, vale a pena pegar essas preciosidades. Uma dica, se você tem curiosidades com bastidores, a coleção tem muita coisa legal sobre a criação desses jogos clássicos da Blizzard.

Blizzard Arcade Collection

9

Nota:

9.0/10

Prós

  • 3 bons jogos
  • A edição definitiva toca a música completa
  • Bastidores da criação dos jogos
  • Entrevistas dos jogos
  • Todas as versões dso jogos

Contras

  • Para trocar de jogo tem que fechar o game no PS4
  • Tem algumas versões dos jogos que são ruins

Marcos Serafim

Um jovem amante de Tokusatsu há 30 anos, apaixonado por games, Dragon Ball e Zohan

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: