Review

THE SURGE | Recolhendo sucatas no estilo Souls Like (Review)

The Surge veio para ser um jogo com a pegada Souls Like, mas que fez algo maior , pois conseguiu mostrar que não é simplesmente uma cópia de Dark Souls futurista.

Para quem não conhece o termo Souls Like, ele vem do jogo Dark Souls, que por possuir um nível de dificuldade bastante elevado, basicamente criou essa nova categoria de jogos. Um jogo Souls Like costuma ser muito desafiador pelo seu nível de dificuldade, punitivo quando o jogador comete o menor erro e também encorajador, fazendo com que o jogador queira sempre melhorar.

Em “The Surge”, vivemos em um mundo futurista e controlamos Warren, que está vagando em uma cadeira de rodas quando encontra duas armaduras para escolher, a de Lince que é mais rápida e precisa e a de Rinoceronte, que é mais robusta e com maior resistência a impactos.

Como evoluímos e construímos as nossas armaduras e armas, recolhemos de todos os inimigos que matamos as sucatas, que é como as almas em Dark Souls, ou os ecos de sangue em Bloodborne.

Para conseguir todas as armaduras e as partes de armaduras, nos matamos nossos inimigos escolhendo uma parte do corpo (ela tem que está em amarelo, se estiver em azul é a parte vulnerável do inimigo), quando estamos perto de matar ele, aparece um botão para segurar ele dando um ataque que arranca aquela parte e ganhamos o diagrama para poder criar. Outra coisa, se você vai matando e andando no jogo e não volta no mediacenter, você ganha aumentos de XP.

The Surge tem boas mecânicas, como a de recolher armaduras ou armas no jogo, ao selecionar um inimigo você pode selecionar qual parte do inimigo atacar, as que estão em amarelo é com armadura, e as em Azul seriam o seu ponto fraco para atacar os inimigos.

Outra coisa mega interessante são as formas de upgrade das armaduras, cada level que você entra no jogo tem armaduras mais fortes, é coletando elas que você evolui suas armas e armaduras, e também tem evolução do Exoesqueleto que vai permitindo colocar mais upgrades de implantes, que é o que nos permite ter mais item de cura, ou atributos físicos nos personagens.

Os pontos negativos do jogo são muito poucos, mas eles existem, um dos mais agravantes é o fato de você não poder criar o seu personagem e jogar com um do jogo mesmo, e não poder ter o fator online para ter o prazer de jogar com seus amigos ou até mesmo conhecer pessoas novas na jogatina, outra coisa é que cada Boss tem uma arma secreta que o jogo não lhe da uma dica de como conseguir essa arma secreta, se você quiser saber tem que recorrer a internet para pesquisar qual é a arma secreta de Boss X ou Y, outra coisa o jogo também lhe coloca algumas quests de determinados NPCs e o jogo não te diz o que o NPC quer ou aonde achar item para um NPC especifico, porém o fator Replay do jogo é muito bom, você sempre acaba conseguindo coisas diferente a cada jogatina nova.

Nota: 3,5 / 5

Gostou da matéria? Então dá aquela força, comenta e compartilha com seus amigos, curta, siga e fique ligado no Protocolo XP nas redes sociais.

Protocolo XP no Facebook

Protocolo XP no Twitter

Protocolo XP no Instagram

Marcos Serafim

Um jovem amante de Tokusatsu há 30 anos, apaixonado por games, Dragon Ball e Zohan

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: